segunda-feira, 25 de abril de 2016

Simples latinha...


Oi queridas! Tudo bem com vocês? Por aqui, tudo ótimo! Esperando o friozinho chegar!
Na semana passada, tivemos temperaturas altíssimas e para essa semana, a previsão é de que fará 5°C! Vamos ver... 
Bom, quero mostrar para vocês as fotos dessa latinha. Dessa vez não tem passo a passo porque eu simplesmente amarrei um pedacinho de juta na lata e pronto!
Só para inspirar! 
Desejo que vocês tenham uma ótima semana!
Um beijo! <3

Reciclando vidrinhos com primer e tinta!


Oi queridas! Quero compartilhar com vocês as fotos que eu fiz usando esses vidrinhos que eu pintei!
O processo é muito simples e o resultado é muito fofo! Vocês podem usar qualquer cor, eu adoro tons mais suaves, eles combinam com todos os tipos de flor.
Depois, é só espalhar os vasinhos pela casa! :)

Material: 
Vidrinhos vazios e limpos
Primer para vidro (encontrado em lojas de material para artesanato)
Pincel macio
Esponja macia
Tinta PVA ou de alvenaria

1. Lave e seque os vidrinhos

2. Passe uma camada de primer para vidro usando uma esponja macia e espere secar. Você pode acelerar o processo usando secador de cabelos

 3. Passe 2 demãos de tinta PVA ou de alvenaria

Prontinho! Esses vidrinhos eram de milho em conserva e molho de pimenta. Agora são vasinhos coloridos e charmosos!
Na garrafinha, passei um pouquinho de pasta metálica dourada e amarrei um pedacinho de juta.
Podemos usá-los juntos ou separados. Adoro a ideia de transformar coisas tão simples e que todos nós temos em casa! :)
Um beijo queridas! <3

terça-feira, 19 de abril de 2016

Zamioculca no hall de entrada!


Oi queridas! Como vocês sabem, eu amo plantas e flores! Mas, tive que me render, novamente, ao encanto constante das flores permanentes.
Tentei, por um tempo, manter flores frescas nos vasos aqui de casa. Mas, é difícil por vários motivos, como a temperatura, por exemplo. Então, na maior parte do tempo, os vasos acabavam ficando vazios.
Resolvi colocar algumas rosas em um vaso e pronto! Só que... Eu adoro manter, pelo menos, uma planta natural no hall de entrada.
O problema é que esse ambiente não recebe a luz do sol e não tem janela... Poucas plantas se adaptam. Eu mesma já tentei várias, sem sucesso.
A solução? Zamioculca! Estou encantada com essa planta! Ela tem uma cor linda, um verde brilhante...
E, é, realmente, muito fácil de cuidar dela! A Zamioculca se adapta muito bem à ambientes de sombra, não precisa de luz solar para se desenvolver. As regas podem ser feitas uma vez por semana e não necessita de poda, já que o seu desenvolvimento é lento.
É uma maneira de ter uma planta de verdade no hall ou em algum outro espaço não tão iluminado!
A decoração do hall é muito simples! Tirei umas fotos para mostrar para vocês! :) 
Para mim, algumas coisas não podem faltar! Como, espelhos, velas, plantas e um bom aromatizador! 
Um beijo queridas! <3

terça-feira, 12 de abril de 2016

Meu primeiro crochê!


Oi minhas queridas!! Quero mostrar para vocês o crochê que eu fiz!
Eu sempre preferi tricô, porque achava que os trabalhos evoluíam mais rápido. Deve ser porque as minhas primeiras tentativas foram com linhas muito finas...
Mas, há um tempo atrás, comprei linha para fazer almofada e acabei fazendo uma capa para um banquinho.
Confesso que me atrapalhei um pouco e nem sei os nomes dos pontos que eu usei, mas, no final, ficou bem bonitinho!
Vou ter que treinar bem mais... Mas, já é um começo, né? :)
Tirei várias fotos enquanto eu fazia e escolhi essas cores que eu amo!
O banquinho eu mostro para vocês outro dia.
Um beijo! <3

Bolo de castanha do Pará


Oi queridas! Como estão? Esse bolo é muito simples, feito com uma massa bem básica, mas as castanhas fazem uma grande diferença.
O bolo fica mais úmido e saboroso! Perfeito para acompanhar um cafezinho! :)
Eu costumo dar uma leve torradinha nas castanhas antes de misturá-las e uso leite sem lactose.

Ingredientes:
3 ovos inteiros
4 colheres (sopa) de manteiga
1/2 xícara de leite morno
2 xícaras (chá) de açúcar
uma pitada de sal
1 xícara (chá) de castanha do Pará
1 e 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento químico em pó

Lave as castanhas, seque com papel tolha e leve ao microondas por aproximadamente 4 minutos em potência alta. Espere esfriar e triture no processador;
Em uma tigela, misture a farinha com o fermento e reserve;
Bata, no liquidificador, os ovos e a manteiga. Acrescente o açúcar e o leite aos poucos;
Adicione o sal e as castanhas trituradas, bata mais um pouco;
Misture o conteúdo do liquidificador à farinha com fermento e mexa com a ajuda de um fouet;
Despeje em uma forma untada e leve para assar em forno preaquecido (180°C) por 35 minutos ou até dourar.
Para a cobertura, misture 1 xícara (chá) de açúcar de confeiteiro com 2 colheres (sopa) de leite quente. O corante é opcional, eu usei 3 gotinhas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...